Queda da Convenção Batista Brasileira:
Casa afundando na areia da apostasia!

Parte 7: O Pragmatismo desenfreado da Convenção Batista Brasileira: A insanidade coletiva da Igreja com Propósito




Definição:

Do grego "pragma": Feito, obra, realização, negócio, coisa.

Pragmatismo: Princípio e filosofia que consiste em validar e aprovar um método usado para atingir um determinado objetivo através da constatação dos resultados alcançados, ou seja:

Se dá certo, é bom!


Aplicação jesuíta: "O fim justifica os meios" ou:
"Matemos os herejes protestantes, pois são uma ameaça para a 'santa madre Igreja'"

Em outras palavras, usa-se métodos que funcionam, proporcionando resultados (= templos lotados e orçamento gordo):

1. Rápidos;

2. Visíveis; e

3. Impressionantes.

O pragmatismo é abraçado cegamente deixando de lado ou até mesmo combatendo princípios corretos legítimos e, dentro do contexto Bíblico.

Vejamos 3 exemplos de como muitas igrejas e líderes da decadente CBB estão totalmente vendidos ao pragmatismo:

Exemplo # 1: A obssessão pelo modelo "Igreja com Propósito" do herético, Neo-Evangélico e apóstata Rick Warren, da mundana Saddleback Church na Califórnia, USA. Essa igreja, que nem o nome Batista possui, (para não "ofender" os descrentes) é afiliada à Convenção Batista do Sul dos Estados Unidos. A filosofia desse modelo de crescimento (na verdade: inchaço) é rotulada de "culturalmente relevante", ou seja, um nome bonitinho para despistar o... mundanismo. Esse mesmo desnorteado, guru máximo do despropósito confessou:

"Nós não estamos falando sobre doutrina"


Sorriso ecumênico de Rick Warren, o guru Neo-evangélico da "Igreja com Propósito", pregando seu pragmatismo.


Pasmem! É com essa novidade que essa nova geração de "iluminados" líderes da CBB estão encantados...

A Bíblia, entretanto é clara:

"Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina..." (1Tm 4:16)

"Porque virá tempo que não suportarão a sã doutrina..." (2Tm 4:3)

"Retendo a palavra fiel que é conforme a sã doutrina..." (Tt. 1:9)

"Todo aquele que prevarica, e não persevera na doutrina de Cristo, não tem a Deus..." (2 Jo. 9)



Se um pregador não fala sobre doutrina, e sã doutrina, que peça demissão! Vai se falar de quê? O que sobra são pregações pueris para entreter as multidões de bodes travestidos de ovelhas. O que sobra são as heresias e opiniões humanas.

É por isso que o povo batista da Convenção anda faminto da Palavra.

Há uma tremenda e evidente crise de púlpito na Convenção Batista Brasileira. A pergunta-paradoxo se faz necessária: Não se orgulha a CBB dos seus incontáveis "Seminários Teológicos", "Faculdades Teológicas" (exigindo até "vestibular" para admissão...), Colégios e Escolas espalhados pelo Brasil, formando milhares de alunos? Não torce ela, como a igreja de Laodicéia, o seu nariz arrogante contra o Fundamentalismo, dividindo o mesmo espaço com outros apóstatas contra esse Inimigo Comum? Não possui a "denominação", inúmeros "Doutores" em teologia? Sim... O problema, todavia, é que eles são incompetentes, liberais e hereges. Muitos são meros pregadores "profissionais", muitos com salários de cinco dígitos, parasitas da denominação. Eles não crêem em Bíblia alguma. Eles estão em dúvida entre a Diabólica Bíblia na Linguagem de Hoje ou entre a Bíblia "Revisada" (também conhecida como BEAQDD : "Bíblia É Assim Que Deus Disse?") da imprensa denominacional, a Juerp, e agora estão dando de "brinde" para os assinantes do Jornal Batista a demoníaca NVI . ... Incompetentes! Bem profetizou Shaeffer no seu livro monumental "The Great Evangelical Disaster" ( "O Grande Desastre Evangélico" ). Chegamos naqueles dias preditos...

"A LARGE SEGMENT OF THE EVANGELICAL WORLD HAS BECOME SEDUCED BY THE WORLD SPIRIT OF THIS PRESENT AGE" (Francis Schaeffer, The Great Evangelical Disaster, 1983, p. 141).

Tradução:

"UM GRANDE SEGMENTO DO MUNDO EVANGÉLICO TEM SE SEDUZIDO PELO ESPÍRITO DO MUNDO DESSA ERA ATUAL"


Em certa igreja (não convém citar nomes pois eles ameaçam com processos - liberdade só para elogiar...) o povo se tornou tão letárgico que um Sr. Doutor pastor pregou a doutrina católica de que Pedro era a pedra de Mateus 16:18 e absolutamente ninguém (exceto, de acordo com esse pregador, um "orgulhoso" espiritual) esboçou qualquer comentário sobre o assunto...
Não é raro algum crente membro de igreja da CBB, visitando uma igreja batista independente ficar aliviado e feliz ao ouvir pregações expositivas baseadas na Bíblia (verdadeira). O contrário também é verificado. Certa família, ao visitar uma igreja afiliada à CBB ficou pasma com a incompetência, mediocridade e puerilidade do culto. A "pregação" consistiu tão somente em leitura das transparências projetadas na tela, e expondo a "genialidade" da "igreja em células", o desmembramento do rebanho dado de bandeja para mais incompetentes despreparados. Não só isso, em tais transparências, transbordavam as citações da diabólica Bíblia na Linguagem de Hoje, uma combinação perfeita de insanidades. No culto que se seguiu, ocorreram mesas redondas, no lugar das classes da EBD, para compartilhar o que se fez de "divertido" na semana. Tudo isso regado aos corinhos Neo-evangélicos ao som da bateria ensurdecedora tocada por um adolescente, ressoando as batidas da música dos demônios num templo de 6 por 10 metros. Não só isso, muitas igrejas da CBB se enfeitiçaram pelo G-12, a heresia carismática, pela Rede Ministerial e por tudo que é vento de doutrina e novidade. O padrão duplo e o barco desgovernado que é a CBB nota-se claramente: enquanto alguns escrevem contra o G-12, outros o recebem de braços abertos. Porque ir de encontro à "Renovação" (Carismatismo), se até mesmo o presidente da CBB já se manisfestou claramente a favor de uma "união institucional" com a Convenção Batista Nacional? Inconsistência total.

Não bastasse todas as apostasias acima, o vento das novidades sopra agora forte nos líderes da CBB que tiveram mais essa brilhante idéia da...:

Igreja com Propósito!



Ora, se eles são incompetentes na base, como podem, de repente, se tornar competentes nas outras coisas?

Não há lugar para as duas coisas: Ou se prega a doutrina de Deus ou a dos homens.

Ou se pratica o culto de Abel (estabelecido por Deus) ou o culto de Caim (Igreja com Propósito).

Ficou bem claro acima, que o guru da "Igreja com Propósito" confessou a segunda, pois ele mesmo disse que não está pregando doutrina. Isso é tão claro! É inconcebível como um crente verdadeiro não consiga enxergar isso e continuar numa igreja que abraça a filosofia de Warren!

Esse desnorteado Rick Warren foi aluno do Southwestern Theological Seminary, Fort Worth, Texas (poder-se-á confiar nessa escola liberal, herética e mundana?). Warren se inspirou na filosofia de ninguém menos que Robert Schuller, um universalista (todo mundo é salvo) que nega totalmente o evangelho e é um dos maiores heréticos dos Estados Unidos e pastor da Catedral de Cristal em Los Angeles. Warren palestrou no Instituto de Schuller onde estavam até líderes da denominação sodomita Metropolitan Community que foram aprender o crescimento da "Igreja com Propósito". Warren, cuja admiração maior e modelo é o totalmente herético, ecumênico e traidor do evangelho chamado Billy Graham, fala tantas insanidades que até mesmo chega às raias da blasfêmia. Ele disse que o uso de música tradidicional (musica santa) na igreja é igualada ao pecado de idolatria! Ele classificou as músicas tradicionais (contidas no Cantor Cristão ou Baptist Hymnal ou Great Hymns of the Faith etc) cantados por milhões de crentes durante centenas de reavivamentos são fruto de racismo ! (ver Purpose Driven Church Growth Seminar) Na certa, para esse herege, a música dos demônios e comprovadamente carnal, que é o rock cristão e a "Contemporary Christian Music", essas sim são boas.

Ao se visitar essa igreja, se fica espantado com a mediocridade das pessoas, as vestimentas imodestas, a superficialidade das conversas, e a falta de convicção dos que se dizem cristãos. Pudera, com a tranformação da igreja num clima de circo tudo isso nada mais é do que uma consequência lógica.

Muitos estão enfeitiçados com os "40 dias com Propósito", esse método tremendamente eficaz de encher as igrejas de incrédulos, pois eles estão se deliciando com o que querem:

1. Não se ofendem com a mensagem carnal;

2. Não ficam com medo do inferno, assunto omitido;

3. Evitam o termo pecado e santidade de vida;

4. Abraçam a música "culturalmente relevante" (música satânica - rock, samba...) regada com a coreografia de mulheres sensuais, dançando no background nos 'palcos', tudo no melhor estilo de casas noturnas; e

5. Usam e abusam da vestimenta casual e imodesta: Shorts, sandálias, pastor de bermuda, jeans, camiseta ou camisas no estilo Havaiano - ver foto acima - , mulheres de calças apertadas, de shorts e outras e vestimentas sensuais, saias curtas, decotadas, transparentes...

6. Usam o boletim da igreja formatado como o "TV Guide", exceto pelo nome.

7. Usam e abusam das versões modernas da Bíblia. No seu livro "The Purpose Driven Life", esse desorientado Rick Warren usa nada mais nada menos do que 13 diferentes versões falsas da Bíblia em 642 referências, mas apenas 13 referências da KJV.

Qual o resultado dessa "técnica"? Sucesso Total! Igrejas lotadas! Orçamento gordo! Povo animado!

Verdadeiros resultados:

Depois de assentar a poeira e cairem as máscaras da "Igreja com Propósito" deve-se fazer as perguntas:
Como é que a filosofia de Warren está afetendo as igrejas que a adotam?

Está ela produzindo genuínas conversões? Não!

Está ela produzindo defensores da fé? Não!

Está ela produzindo avivamento autêntico? Não!

Está ela produzindo mais santidade de vida? Não!

Está ela produzindo separação da apostasia e do erro? Não!

Está ela produzindo inimigos do ecumenismo diabólico? Não!

Está ela alertando sobre os inimigos da cruz de Cristo? Não!

Está ela edificando os crentes, tornando-os mais santos e maduros? Não!

Está ela produzindo música santa na igreja e repúdio ao diabólico Rock "cristão"? Não!

Está ela produzindo defensores da Palavra de Deus contra as diabólicas versões Bíblicas Modernas? Não!



Uma determinada conferência de "Igreja com Propósito" para pastores e líderes atraiu gente de 93 (noventa e três) denominações diferentes! Se isso não tocou um alarme aqui vai uma pergunta interessante: Que tipo de mensagem, numa igreja Batista, atrai 93 tipos diferentes de denominações das mais bizzaras até as mais heréticas? Que tal participantes como os da seita "Adventistas do Sétimo Dia" que foram aprender a "crescer" no seminário "Igreja com Propósito" de Rick Warren? E que tal a radicalmente herética "United Methodist Church"? Que tipo de água essa gente foi beber? Não é uma pergunta para se pensar?

Quem diria?! Uma igreja Batista ensinando Adventistas, heréticos que não acreditam em nada e (pasmem!) até católicos a crescer na "Igreja com Propósito". Que tragédia!

Eles foram buscar algo que os interessa! Foram buscar o PRAGMATISMO, uma METODOLOGIA e não princípios Bíblicos! Enquanto isso, o "ministério com propósito" de Rick Warren, fatura milhões de dólares com o seus seminários e com a venda de milhões de livros que estão no topo das listas dos best-sellers. Numa conferência ecumênica de "Igreja com Propósito" no Brasil, líderes de 30 diferentes denominações se reuniram numa certa igreja batista (que até usa a Bíblia NVI). Termos desencaminhadores e errados foram usados tais como "Princípios em comum" etc. Ora, é óbvio que eles nem prestam atenção no que Rick Warren disse. Rick Warren não está falando sobre doutrina=Princípios (ver declaração acima). Princípios são a mesma coisa que doutrina! Doutrina Bíblica significa ensino Bíblico. A "Igreja com Propósito", escancaradamente, viola a maioria deles. Por falar em violar princípios, uma das expressões favoritas desses iluminados é "mudança de paradigma". Eles estão apenas "papagaiando" as novidades do mundo de marketing. Na verdade, com relação às igrejas locais, esse termo "mudança de paradigma" ou "quebra de paradigma" são totalmente heréticos e blasfemos, porque o paradigma da igreja verdadeira de Jesus Cristo é a Sua imutável Palavra! Talvez seja esse um dos motivos pelos quais os insanos da FRANQUIA "Igreja com Propósito" estão dilacerando a Palavra de Deus, substituindo-a por essas "Bíblias" modernas em linguagem diabólica com o uso da equivalência dinâmica e de textos Grego e Hebraico falsos.

Outra característica camuflada do movimento "Igreja com Propósito" no Brasil é que o nome que adotaram na tradução é errado. Talvez alguém com pouco conhecimento de inglês se aventurou a "adaptar" a terminologia de Warren. O resultado é que, para a massa de crentes enganados por esse movimento, a verdadeira filosofia ficou escondida. Alguns a chamam no Brasil de "Igreja dirigida com Propósito". Essa tradução é errada talvez tentando camuflar dos crentes brasileiros a carga pragmática da palavra. Note, que a expressão em inglês é:

"Purpose Driven Church"

A palavra driven, aqui usada, não tem o sentido de "dirigida" (como se fosse aplicada a um automóvel ou a uma empresa), mas o sentido é: IMPULSIONADA

A tradução correta e honesta é "Igreja impulsionada por Propósito", ou seja muda-se e despreza-se a doutrina Bíblica, e a substitui por outro "paradigma" (o de agradar ao "cliente" - novo perfil dos membros) para se obter templos lotados e orçamento gordo.

Nome melhor (em inglês - já que em português está camuflado) não poderia ser atribuído a esse movimento apóstata, pois bodes é precisam ser impulsionados (driven), mas ovelhas ouvem a voz do pastor. Elas não são "driven", mas seguem a Jesus Cristo, pois ouvem a voz dEle.

Vejamos mais 5 declarações totalmente heréticas e blasfemas de Rick Warren:

1. "The unchurched culture determines our style." Tradução:

"A cultura dos sem-igreja determina o nosso estilo..."

Refutação:

Que verdadeiro absurdo anti-Bíblico! Vejamos a simples refutação dessa acintosa ofensa contra o evangelho:

A. "Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno." (1Jo. 5:19)

B. "Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo o amor do Pai não está nele." (1Jo. 2:15)

C. "E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados..." (Rm. 12:2)

D. "E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as. (Ef. 5:11)

A cultura do "sem-igreja" está no maligno! A música dos sem igreja está no maligno, meus amigos! Como é que alguém dizendo-se ministro do evangelho pode se arrogar no direito de abrir sua boca para despejar suas idéias carnais de se basear nas coisas do mundo que está no maligno para inserí-las na igreja do Senhor Jesus Cristo?!

Isso é uma blasfêmia!!!

A maioria sempre esteve errada na Bíblia. Rick Warren é um falso mestre ensinando pecado e não santidade. Ele está incentivando e propagando a idéia diabólica que ao mundo, dominado por Satanás, deve ser permitido determinar que tipo de música deve ser tocada na casa de Deus, profanando a igreja com a música dos demônios.

2. "You have to intentionally learn to think like an unbeliever again... such as changing the way you greet visitors, the style of music that you use, the translation you preach from..." (Becoming a Purpose Driven Church by Rick Warren)

Tradução:

"Você tem que intencionalmente aprender a pensar como um descrente de novo... tal como mudar a maneira que você cumprimenta visitantes, o estilo de música que você usa, a tradução da qual você prega..."

Refutação:

Vejamos como esse hereje é totalmente anti-Bíblico e INCOMPETENTE. Ele ensina exatamente o oposto da Bíblia. A Bíblia nos exorta que a mente do descrente é (Ef. 4:17), réproba (Rom. 1:28), carnal (Rom. 8:5-7, Col. 2:18), alienada (Col. 1:21), terrena (Fil. 3:19), maligna (Ef. 4:17), corrupta (Ef. 2:3), e contaminada (Tt. 1:15), ou seja, ela só cogita as coisas que trazem inimizade com Deus!

Como é que pode alguém falar uma insanidade tão óbvia dessas e ainda ser ouvido por milhares de maus pastores sem discernimento? Só mesmo a apostasia dos últimos tempos pode explicar esse fenômeno.

O crente, por outro lado, como nascido de novo e salvo, deve aprender a pensar como Deus pensa, pois ele tem a mente de Cristo! 1Co. 2:16; Fil. 2:5; Col. 3:12; He. 8:10; 1Pe. 4:1.

Portanto, ensinar que devemos voltar ao estado de insanidade espiritual das nossas mentes, quando eram inimigas de Deus, é uma heresia sem tamanho e só prova a incompetência doutrinária do fundador da Igreja com Propósito. Talvez seja esse o exato motivo de tanta carnalidade, mundanismo, falta de modéstia e mediocridade das igrejas que adotam essas maluquices. Elas adotam os pensamentos das mentes dos descrentes e como resultado colhem os frutos. Ah sim! Os templos estão lotados...

Em Isaías 30:10, temos a descrição exata da falta de seriedade e hipocrisia da Igreja com Propósito, fruto de mentes carnais: "...dizei-nos coisas aprasíveis..." (mesmo que sejam falsas e que produzam "resultados").

Vejamos outra:

3. "And to insist that one particular style of music is more sacred than the other, there's a word for that. It's called idolatry." Tradução:

"E insistir que um particular estilo de música é mais sacro que outro, há uma palavra para isso. Isso se chama idolatria."

Refutação:

Será que precisaria mesmo uma refutação para tamanha insanidade? Todavia, vamos mais uma milha. É mais do que óbvio para qualquer superficial estudioso de música, que há música santa e música impura. Há música de Deus e música de Satanás. Nem é preciso muito desenvolvimento nisso. O mundo secular está cansado de saber. A música não é neutra. Este sagaz sabe que para encher a igreja dele (circo) com 20 mil bodes (não ovelhas) ele precisa da música carnal do rock and roll que eles usam na igreja de Saddleback para atrair os yuppies da Califórnia que não querem saber de santidade, mas sim de carnalidade. Idolatria tem dois caminhos:

1. É o culto a um deus falso; e também...

2. O culto falso ao Deus verdadeiro.

Nessa segunda categoria, se enquadra Rick Warren e todos os seus seguidores, quer estejam no Brasil ou em qualquer lugar do mundo.

Vejamos a verdadeira idolatria:


Idolatria é o espírito de rebelião e de iniquidade (1Sam. 15:23) da Igreja com Propósito e sua música.

Idolatria é o culto à personalidade promovido e elevado ao cúmulo do absurdo entre os cantores dessa "Música Cristã Contemporânea" (CCM). Vejamos as capas dos álbuns. Vejamos as poses insinuosas e sensuais, as roupas provocantes, blusas decotadas, calças apertadas, feições arrogantes, ousadas, em suma, o foco totalmente concentrado na pessoa: Isso é que é idolatria.

Idolatria é o que acontece nos "shows" dessa gente CCM quando os fãs "cristãos"e as fãs "cristãs" gritam histericamente (estimulados por hormônios sexuais) do mesmo jeito que em shows de rock, quando seus "ídolos" "cristãos" entram no palco.

Idolatria é o que acontece no mundo da Música "Cristã" Contemporânea (CCM). Uma certa cantora, aclamadíssima no mundo pecaminoso de Contemporary Christian Music, que Rick Warren endossa, mesmo tendo um caso com outro homem anos antes de se divorciar, cantava músicas vindas de seu próprio marido que as compunha sob a influência de maconha e cocaína! Essa mesma cantora CCM: 1- Deu uma entrevista num programa em rede nacional (Good Morning America) com uma mini-saia tão indecente, obscena e minúscula, que teve que cruzar as pernas para que a roupa íntima não aparecesse; 2- Disse: "...a primeira vez que ouvi os Bettles, I want to hold your hand, eu pensei: Sim! É isso!" 3- Já fez o seu "cross-over" (virou para o lugar onde pertence - o mundo); e 4- Apareceu num de seus "clips" extremamente sensuais com uma capa de bruxa e em outra apresentação fez com a mão os dois sinais de chifre igual ao demonistas...

Idolatria é o que um dos mais famosos grupos de CCM, o conjunto Petra fez: No seu álbum "Beyond Belief" lançado em 1990, uma das músicas é o exato plágio de uma música de 1984 do grupo satanista chamado KISS!

Idolatria é a desastrosa vida moral da maioria dos famosos do mundo "gospel" ou CCM exaltado por essa filosofia "com propósito". Muitos desses cantores CCM são "adúlteros", alguns abusaram de adolescentes (há um na cadeia por causa disso atualmente), outros se vestem lembrando verdadeiros DEMÔNIOS, como o grupo STRIPER ou outros ainda se vestem como SODOMITAS e possuem cabelos compridos de mulheres e confessam que sodomia é uma realidade entre alguns.

Idolatria é o que fizeram inúmeras "estrelas" da música CCM, indo se apresentar para o papa, o chefe e o maior promotor da Igreja idólatra Mundial, a Mãe das Prostituições.

Idolatria é o que os "fãs" dos tocadores e cantores de música CCM (música mundana travestida de "cristã") fazem. Eles têm "ídolos" e organizam até fã clubes iguaizinhos aos de rock.

Idolatria é tocar "rock" cujas raízes pagãs estão mais do que provadas, cujos efeitos diabólicos são mais do que evidentes nos corpos mentes e espíritos. Que vergonha para certos crentes omissos ouvirem de descrentes que o rock and roll é maligno! A mesma batida da música "rock" (ou CCM, tanto faz...) é usada para atrair demônios nas selvas do paganismo ou nos terreiros espíritas ou no palco do Rock in Rio. Isso sim que é idolatria! Qualquer descrente honesto sabe disso. Só pode ser uma piada exaltar esses medíocres e mundanos, cabeludos e roqueiros vestidos de pijama em Saddleback, e minimizar os santos compositores e autores como Watts, Sankey ou Bliss. Idolatria é abrir a boca para falar uma obcenidade dessas...

Idolatria é se vestir de camisetas multicoloridas e com estampas ridículas em estilo de turista Havaiano na igreja, para querer aparecer, atraindo a atenção e foco para si como o pecaminoso desejo de preeminência de Diótrefes (3Jo. 1:9), exaltando o homem ao invés de Deus.

Idolatria é colocar fotos de mulheres seminuas (de biquini e roupas indecentes) na página de uma "Igreja com Propósito". Talvez isso aconteça porque nos cultos "com Propósito" os pastores delas não se importam em vê-las dançando de calças compridas...

Idolatria é inventar maneiras anti-Bíblicas de culto, extraídas de mentes carnais e não da Palavra de Deus. Vejamos como essas idéias "criativas", que nada tem a ver com a vontade de Deus (eles mesmo confessaram que não estão falando sobre doutrina), são condenadas por Ele:

"...sábios a seus próprios olhos..." (Is. 5:21)

"...após os seus pensamentos..." (Is. 65:2)

"...escolhem seus próprios caminhos..." ..." (Is. 66:3)

"...andaram após o propósito do seu próprio coração..." (Jer. 9:14)

"...andaremos segundo as nossas imaginações..." ( Jer. 18:12)

"...falam da visão do seu coração..." (Jer. 23:16)

"...profetizam de seu coração..." (Ez. 13:2)

"...seguem o seu próprio espírito..." (Ez. 13:3)

"...contaminaram com os seus caminhos e com as suas ações..." (Ez. 36:17)

"...envergonhai-vos e confundi-vos por causa dos vossos caminhos..." (Ez. 36:32)

A fonte da Idolatria é justamente essa rebelião de inventar maneiras de cultuar a Deus extraídas da mente humana e não da Palavra Inspirada! Exemplos desastrosos:

1. Caim teve um "propósito" (sacrifício sem derramamento de sangue - Gen. 4:3);

2. Saul teve um "propósito" (sacrifício desobediente - 1Sam. 15:23);

3. Os homens de Bete-Semes tiveram um "propósito" de olhar a arca (1Sam. 6:19)...

Todos os péssimos exemplos "com propósitos" são muitos numerosos na Bíblia para serem citados... A conclusão, entretanto, é óbvia e clara:

Que tragédia, inventar maneiras de cultuar a Deus, tiradas da nossa própria mente e, por conseguinte, violam a Sua Palavra!

Vejamos se esses versos são encontrados nessas Bíblias diabólicas da "Igreja com Propósito":

Lev. 10:10

"E para fazer diferença entre o santo e o profano e entre o imundo e o limpo..."

Ezequiel 22:26 (Este verso cai como uma luva na "Igreja com Propósito"!)

"Os seus sacerdotes violentam a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem discernem o impuro do puro; e de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles."

Ezequiel 44:23

"E a meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano, e o farão discernir entre o impuro e o puro."

Vejamos como esse herege chamado Rick Warren é totalmente inconsistente: Na página 164 do seu livro The Purpose Driven Life, ele diz que Deus nos alerta vez após vez para não criticar, comparar ou julgar uns aos outros. Que interessante a atitude de Warren... Ele se julga no direito de dizer que quem defende apenas os hinos santos e não concorda com a música dos demônios tocada com propósito, é idólatra e desonra a Cristo, mas ao mesmo tempo ele pode julgar os outros... Todavia, ninguém pode criticar suas insanidades heréticas... Isso cheira aos mesmos artifícios e características de uma SEITA, nas quais ninguém pode contestar em hipótese alguma o líder e fundador. Isso é o que a Igreja com Propósito realmente se parece! Vejamos as 10 características da SEITA Igreja com Propósito:

1. Apela para números para convencer as pessoas que é de Deus;

2. Faz lavagem cerebral: 40 dias com Propósito;

3. Substitui doutrina Bíblica por opiniões e métodos;

4. Expulsa crentes piedosos (velhos pilares descartáveis) para subverter a ordem na igreja: ver a técnica "lidando com a oposição"...;

5. Tem um fundador humano: Rick Warren;

6. Cobiça abocanhar todas as denominações: já estão em mais de 90 diferentes...

7. Usa Bíblias distorcidas corrompidas e amaldiçoadas para justificar suas heresias: mesma técnica das Testemunhas de Jeová...;

8. Baseia-se nos ensinos de livros ao invés do ensino da verdadeira Palavra de Deus;

9. Usa o emocionalismo da música dos demônios (rock) para imbecilizar as pessoas;

10. Enfatisa o positivismo evitando confrontação com pecado e inferno...

É claro que isso de não julgar é uma falácia que os hereges usam para se esconder e é totalmente anti-Bíblico. Vejamos os versos:

Lucas 12:57 "E por que não julgais também por vós mesmos o que é justo?"

João 7:24: "Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça."

1 Coríntios 5:12-13 "Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo."

1 Coríntios 6:2 "Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?"

1 Coríntios 6:3 "Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?"

1 Coríntios 6:5 "Para vos envergonhar o digo. Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?"

1 Coríntios 11:31 "Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados."

1 Coríntios 14:29 "E falem dois ou três profetas, e os outros julguem."

A Igreja com Propósito está julgada: ela é herética.


Mais uma declaração desse falso mestre:

4. "...we are unapologetically a contemporary music church..." Tradução:

"...sem precisar se desculpar, nós somos uma igreja de música contemporânea..."

Refutação:

O que é essa música contemporânea de Rick Warren? Como já vimos acima, a música contemporânea é a manifestação pura da idolatria abominável, PROFANANDO culto a Deus!

4.1. É uma música com uma filosofia totalmente Anti-Bíblica;

Mentem abertamente ao dizer que a música é neutra.

4.2. É uma música contaminda com ritmos sensuais;

Usam e abusam da síncopa, palmas, percussão das baterias (instrumento totalmente inútil no culto verdadeiro que requer apenas hinos espirituais), danças, coreografias nos "palcos" que estimulam a concupscência da carne, etc...

4.3. É um catalizador poderoso do diabólico ecumenismo;

4.4. É diretamente associada com o carismatismo;

4.5. É ligada com mensagens diluídas e heréticas;

4.6. É totalmente associada com mundanismo e carnalidade;

Resumindo: CCM é a música dos demônios na igreja.

Outra heresia de Warren:

5. "...when a church continues to use methods that no longer work, that is being unfaithful to Christ.” (The Purpose Driven Church)

Tradução:

"...quando uma igreja continua a usar métodos que não mais funcionam, isso é que é ser infiel a Cristo."

Refutação:

Note aqui a confissão do pragmatismo de Warren: "métodos que não mais funcionam". A questão para se pensar é a seguinte: Qual é a definição daquilo que funciona para esse herege? Simples: números! Note que ele não cita nenhuma base Bíblica para seus sofismas. Na realidade, mais uma vez, a Bíblia ensina o oposto de Warren. Sucesso em termos de números, repita-se, não é sinônimo de aprovação divina necessariamente. Muitas vezes o "decréscimo" na verdade é que é sinônimo de bênçãos nessa era da igreja de Laodicéia.

Infidelidade, é justamente o que Warren faz no seu mega-circo: "amizade do mundo" como ficou mais do que provado acima. Isso sim é que é "infidelidade". Na verdade, talvez eles não saibam disso por causa das Bíblias diabólicas da igreja com Propósito, mas na Bíblia verdadeira nós lemos:

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus?" (Tiago 4:4)

Na verdade, a "Igreja com Propósito", uma mera estratégia de marketing do mundo dos negócios, jamais será usada na igreja verdadeira do Senhor Jesus Cristo, mesmo porque Ele nada falou sobre essas "táticas", muito pelo contrário.

As táticas de marketing têm como objetivo agradar ao cliente para FAZER DINHEIRO !.

Eles dizem: “We are in the business of ...” (“nós estamos no negócio de...”) Será que precisamos de prova mais clara do que essa, que isso é uma arma satânica para desviar as igreja do puro e verdadeiro evangelho, substituindo-se pelo anátema (Gálatas 1:8) e pelo de Mamon (Mat. 6:2)? Esse é o jogo do "novo Paradigma". Se procurarmos as raízes disso veremos que esses pastores com Propósito estão colocando a si mesmos não como ministros do evangelhos, mas como Diretores de uma corporação secular ("facilitadores") com capa religiosa. Investigue-se o envolvimento desse homem de negócios do Texas (Rick Warren estudou no apóstata Southwestern Theological Seminary em Fort Worth, Texas) chamado Bob Buford com essa tal de "Leadership Network" e a filosofia "com Propósito". Tudo isso está intimamente ligado com esse "novo paradigma" de "Igreja com Propósito". Outro nome é o expert Peter Drucker que sugere as perguntas:

1. Qual é o seu negócio?

2. Quem é o seu cliente?

3. O que o seu cliente quer?

Essas pergunta são o âmago da filosofia do negócio no qual foi transformado esse "evangelho".

A Bíblia de modo totalmente contrário diz: "Porque nós não somos, como muitos, falsificadores da palavra de Deus, antes falamos de Cristo com sinceridade, como de Deus na presença de Deus." (2 Cor. 2:17)

Na sadia exegese Bíblica (totalmente desprezada pela "Igreja com Propósito"), aprendemos que a palavra em negrito falsificadores é a corretíssima tradução do Grego "kapeleuo" que tem também como sinônimos: fazer dinheiro com algo deturpado, mercadejar corruptamente, adulterar um produto fraudulentamente para enganar o consumidor, etc...

Na medida que a superestrutura eclesiástica voraz por dinheiro é montada aos moldes da corrupta igreja Católica Romana do século 16, os encargos financeiro vão se elevando mais e mais. Lembremo-nos das vendas das indulgências para construir a basílica de "São Pedro". O que é isso senão a "Igreja com Propósito"? Sim a filosofia da "Igreja com Propósito" é totalmente católico Romana!

A tática da Igreja com Propósito é uma só: agradar aos descrentes para fazer dinheiro também. A única diferença é a terminologia levemente maquiada...
A "Igreja com propósito" (ou despropósito) está, sim, na rota inversa de todas as questões Bíblicas e piedosas. Essa é a verdade!

Como resumir o que é a igreja com propósito? Simples. Vejamos onde a fórmula mágica começou!

É um imenso Parque temático cujo tema é a mediocridade, mundanismo, música satânica, Bíblias falsas em linguagem medíocre e diluídas por Satanás, resultando numa igreja cheia de pessoas, a maioria sem nenhum testemunho de verdadeiro crente.. Uma igreja rica de Laodicéia, mas miserável espiritualmente... Conclusão:

O movimento "Igreja com Propósito" é falso e amaldiçoado porque:

1. É ecumênico: uma maldição claramente proibida para o povo de Deus;

2. É mundano: como claramente provado, não se resolve problemas espirituais com armas carnais;

2. É imodesto: as vestimentas usadas são "com o Propósito" mundano do mais baixo denominador comum;

3. É pragmático: propulsionado ("driven") para obter resultados;

4. É herético: usa versões falsas da Bíblia;

5. É corrompido: usa idéias das mentes depravadas e não regeneradas dos descrentes.








Exemplo # 2: A obssessão da outra novidade chamada "Rede Ministerial" do igualmente herético, ecumênico, Neo-evangélico e apóstata Bill Hybels, da Willow Creek Community Church.

Vejamos apenas 6 dos vários erros da Rede Ministerial


1. A Rede Ministerial nasceu com princípios errados, inspirada em padrões mundanos e pecaminosos e não na Bíblia!

2. A Rede Ministerial nasceu no coração de homens liberais!

3. A Rede Ministerial é ecumênica!

4. A Rede Ministerial usa o diabólico Rock'n Roll e músicas malignas contemporâneas nos cultos, transformando a igreja num mega-circo Neo-evangélico!

5. A Rede Ministerial aceita a heresia de mulheres pastoras.

6. A Rede Ministerial acata a heresia do criacionismo progressivo.

Exemplo # 3: O uso das seguintes receitas abaixo, chamariz sensual e receita infalível para inchaço de gente nas igrejas:


1. Música contemporânea nos cultos;

2. Grupos de "louvor" dando shows de sensualidade;

3. Bateria; Baixo eletrônico; tamburetes e instrumentos ensurdecedores;

4. Danças, palmas, e coreografias

etc...



Conclusão:

O Pragmatismo é condenado do começo ao fim da Bíblia. É uma abominação ao Senhor, porque é fruto de uma atitude de incredulidade. Rejeitemos os pragmáticos da fé e nos separemos dos que não são fiéis à pregação da doutrina pura que é a fonte divina para a alma do sábio!






Ensinos Anti-Bíblicos