Billy Graham: papista, ecumênico,
herético e traidor do evangelho!


Poucos homens fizeram tanto estrago no verdadeiro evangelismo e fizeram tanto para propagar a maligna mensagem do diabólico ecumenismo e para deter o avanço do puro evangelho no século 20 como Billy Graham.

Alguns poderiam retrucar indignados:

"Como alguém poderia falar algo tão horrível contra esse piedoso evangelista!!!

Não foi ele um dos maiores nomes batistas (da Convenção) do século vinte?

Não pregou ele para multidões, lotando estádios?

Não ganhou ele milhões de almas para Jesus Cristo?

Não pregou ele para reis e governantes ao redor do planeta?"

Vejamos a verdade evidenciada pelas práticas e pelas declarações escandalosas de Billy Graham, que provam, sem a menor sombra de dúvida, a insanidade espiritual desse homem, filiado à Convenção Batista do Sul dos Estados Unidos, e aclamado como herói e exemplo pela Convenção Batista Brasileira quando lotou o estádio Maracanã no Rio de Janeiro em 1960.

1. Billy Graham e o inferno:

Billy Graham, o garoto propaganda da Convenção Batista do Sul, constantemente e efusivamente elogiado pela Convenção Batista Brasileira, declarou sobre o inferno:

"When it comes to a literal fire, I don't preach it because I'm not sure about it."

Tradução:

"Quando se trata de fogo literal, eu não prego sobre isso porque eu não tenho certeza sobre isso"

Que piada mais sem graça, o "evangelista do século", que não acredita no inferno e como consequência chamando o Senhor Jesus Cristo de mentiroso! Talvez seja por isso mesmo que ele foi considerado um das mais admiradas figuras do mundo religioso...

O salário desse "ecumênico-agrada-a-todo-mundo" é US$101 mil, mais US$33 mil de auxílio moradia (Calvary Contender Jan 1994).

2. Billy Graham e o ecumenismo:

Em 1999, Billy Graham declara: "Minha responsabilidade é pregar o evangelho a qualquer um e deixar que eles escolham a sua própria igreja, seja ela Católica ou Protestante ou Ortodoxa ou qualquer que seja."
(Entrevista a Patricia Rice, St. Louis Post Dispatch , 10 Out. 1999).

3. Billy Graham e a Igreja Católica:

Billy Graham cooperava com os católicos desde 1950.

Vejamos as citações:

"...meu objetivo não era fazer com que as pessoas saíssem das suas igrejas..."
(Graham, "Just as I am", p. 163)

"Muitas pessoas que fizeram uma decisão para Cristo em nossas reuniões se uniram à Igreja Católica e nós recebemos elogios de publicações Católicas pelo interesse reavivado em suas igrejas após nossas campanhas. Isso aconteceu em Boston e Washington..."

Em 6 de janeiro de 1973 aconselhando um casal de Católicos Romanos desiludidos com a igreja deles, no chamado 'Sun Telegram', Billy Graham disse, 'Não saiam da igreja. Fiquem nela ... ajudem a sua igreja'
(Billy Graham citado pelo repórter William McElwain no Jornal Pittsburgh Sun-Telegraph, 6 Set., 1952)

Em 1961, numa entrevista, Graham disse: "Eu creio que alguma coisa acontece no batismo infantil... nós não podemos completamente entender os mistérios de Deus, mas eu acredito que um milagre pode acontecer nessas crianças de modo que elas são regeneradas, ou seja, feitas cristãs pelo batismo infantil" (Lutheran Standard, 27 de outubro de 1961).

Outra citação de Billy Graham ao se referir à Abadia de Belmont, uma escola Católica e Jesuíta (criminosos terroristas da inquisição):

"O evangelho que construiu esta escola e o evangelho que me traz aqui hoje à noite ainda é o caminho da salvação" (Belmont Abbey Confers Honorary Degree, Paul Smith, Gazette staff reporter, The Gastonia Gazette, Gastonia, North Carolina, Nov. 22, 1967).

Acerca da Madre Teresa de Calcutá uma pobre alma perdida e totalmente idólatra, Billy Graham disse logo após a morte dela:
"I had a wonderful hour of fellowship in the Lord with her... I felt that I was indeed, meeting a saint" (Mother Teresa as a Saint, Associated Press, Sep. 6, 1997)

4. Billy Graham e a missa:

Em Milwaukee, em 21 de outubro de 1973, Billy Graham disse:

"Nessa semana passada, numa grande Catedral Católica, eu preguei um sermão para o funeral de um amigo íntimo meu que era Católico, e eles tinham vários bispos e arcebispos participando, e na medida a missa-funeral transcorria, e eu lá permanecia sentado, aquilo era uma coisa muito bonita e certamente clara e correta no evangelho que eu acredito..."

(Billy Graham, Church League of America, p. 84)

Ora, qualquer crente esclarecido, e que estuda a doutrina católica, sabe que a missa é uma blasfêmia contra Jesus Cristo. Nos seus 2 aspectos de sacramento e sacrifício, ela cobiça anular completamente a mensagem do evangelho.

Como sacramento, ela supostamente confere graça ao participante, que pensa que ao engolir aquela bolachinha, vai engolir o próprio Jesus Cristo. Como sacramento, a missa é uma acintosa IDOLATRIA abominável !

Como sacrifício, nas suas "repetições", ela cobiça anular totalmente o sacrifício de Jesus Cristo feito de uma vez por todas. A missa pisa e despreza o sacrifício todo-suficiente e irrepetível de Jesus Cristo. Porque ela é totalmente rejeitada por Deus, a missa no seu aspecto de sacrifício é um culto prestado aos PRÓPRIOS DEMÔNIOS ! Vejamos a advertência cristalina das Escrituras provando isso:

"Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demónios." (1Co 10:20)

De posse desses fatos irrefutáveis, agora sabemos que esse papista disfarçado de "evangelista" chamado Billy Graham, foi usado pelo próprio Satanás para falar uma blasfêmia contra o Senhor, se alinhando aos inimigos da cruz e do verdadeiro evangelho, classificando uma abominação contra Cristo que é a missa de "coisa muito bonita"!

5. Billy Graham e o papa:

Sobre o papa João XXIII ele disse em 1963: "Eu admiro o Papa João tremendamente. Eu senti que ele trouxe uma nova era ao mundo. É minha esperança que os Cardeais elejam um novo papa que siga a mesma linha que João" (Michigan City News-Dispatch, 2 de Junho de 1963)

Aqui está esse "evangelista" - papista, tão cedo quanto 1963, elogiando esses anti-cristos que blafemam contra o Pai ("santo padre"), contra o Filho ("sumo pontífice") e contra o Espírito Santo (vigário de Cristo)!

Billy Graham e suas visitas ao Vaticano, o centro do poder da Mãe das Prostituições:



Billy Graham e o papa João Paulo II no Vaticano em janeiro de 1982.




Billy Graham e o papa João Paulo II num outro encontro
particular no Vaticano em janeiro de 1990.


6. Billy Graham e Bill Clinton:

Em 5 de março de 1998, Billy Graham foi entrevistado em rede nacional no programa NBC Today pela jornalista Katie Couric, que perguntou a Graham sobre Bill Clinton, no auge da crise moral que quase o tirou da presidência dos Estados Unidos:

Couric - "Você o considera um amigo próximo?"

Graham - "Oh, sim, eu considero. Eu tenho um grande conceito de Bill Clinton."

Couric - "...você acredita que o presidente deveria prover uma liderança moral ao povo desse país?"

Graham - "Sim, eu creio. E é claro, que o que está acontecendo agora, não há prova ainda..."

(Citação da revista Foundation March - April 1998, p. 36)

Billy Graham, em 25 de Junho de 2005 (foto abaixo), chamou os Clintons de "amigos maravilhosos" e "um grande casal," e ainda sugeriu que Bill Clinton se tornasse um evangelista (pasmem!) e que sua mulher Hillary "governasse o país..." (que Deus tenha misericórdia e não deixe essa tragédia acontecer). Billy Graham só prova sua total incompetência e insanidade para proferir tantas blasfêmias!



O presidente Bill Clinton foi um dos piores presidentes de toda a história dos Estados Unidos. Ele foi a favor do aborto, mentiu sob juramento, promoveu a agenda dos sodomitas, nomeou liberais para altos cargos do governo, e foi acusado de vários adultérios... Um desastre moral! Esse é o homem, que nunca deu mostra sequer de ter nascido de novo, do qual Billy Graham tem "um grande conceito" e que está acobertando e que ainda por cima com a maior cara de pau sugere que seja um evangelista! Billy Graham perdeu (será que teve?) o juízo!

Nota de atualização: Em Dez de 2006, Bill Clinton enviou um vídeo ao cantor sodomita chamado Elton John, parabenizando-o pelo seu casamento sodomita com o seu parceiro na Inglaterra e dizendo que se tivéssemos mais pessoas no mundo como Elton John, um sodomita, o mundo seria um lugar melhor... Aí está o "evangelista" de Billy Graham.

7. Billy Graham e a diabólica e corrupta "Good News Bible":

Billy Graham chamou essa versão diabólica de uma "excelente tradução"

Sobre outra versão moderna, a "Living Bible" (Bíblia Viva) uma ridícula paráfrase, ele disse:

"A Living Bible comunica a mensagem de Cristo..."
(Charisma, March 1991, p. 98).

Por isso que a Convenção Batista Brasileira endossou, junto com Fanini, essa corrupção chamada "A Bíblia Viva" na década de 70, e após isso, a diabólica Bíblia na Linguagem de Hoje, endossada por seus "doutores" em teologia dos seminários apóstatas, papagaiando as insanidades de Billy Graham e se rendendo às alucinações hereges de Robert Bratcher, missionário da Convenção Batista e pertencente a comissão da Sociedade Bíblica do Brasil.

8. Billy Graham e os pagãos:

Pasme com que esse herege disse negando totalmente a mensagem do evangelho (grifo nosso):

Numa entrevista com a revista McCall's em Janeiro de 1978, Graham disse: "Eu acostumava acreditar que pagãos em longínquos países eram perdidos — estavam indo para o inferno — se eles não tinham o evangelho de Jesus Cristo pregado para eles. Eu não mais acredito nisso. Eu acredito que há outras maneiras de reconhecer a existência de Deus através da natureza..."



Palavras não seriam suficientes para qualificar tamanha BLASFÊMIA contra o evangelho! Vejamos outra série de desastrosas afirmações em que Graham acredita que as pessoas poderão ser salvas sem conhecer a Jesus Cristo:

Robert E. Kofahl registrou a entrevista de Billy Graham a Robert Schuller, em 31/5/1997. O segmento seguinte é a transcrição exata de um excerto no final do programa. Informado pelo The Christian News, 20/10/1997, pg 15.

Schuller: "Na sua opinião qual será o futuro do cristianismo?"

Graham: "Bem, o cristianismo, e sendo um verdadeiro crente, acho que existe o Corpo de Cristo. Ele vem de todos os grupos cristãos no mundo inteiro, fora dos grupos cristãos. Acho que todos que amam a Cristo, ou conheçam a Cristo, estejam eles cientes disso ou não, são membros do Corpo de Cristo... Acho que o apóstolo Tiago respondeu a isso no primeiro concílio em Jerusalém, quando disse que o propósito de Deus para esta época é tomar um povo para o seu nome. E é isso que Deus está fazendo hoje, está chamando as pessoas do mundo para o seu nome, independente se elas vêm do mundo islâmico, do mundo budista, ou do mundo cristão, ou o mundo dos descrentes, são membros do Corpo de Cristo, pois foram chamadas por Deus. Elas podem nem conhecer o nome de Jesus, mas sabem em seus corações que precisam de algo que não têm, e voltam-se para a única luz que têm, e acho que estão salvas, e que estarão conosco no céu."

Schuller: "O que você está dizendo então é que é possível que Jesus Cristo venha aos corações dos homens, mesmo que eles estejam nas trevas e nunca tenham ouvido sobre a Bíblia? Essa é a interpretação correta daquilo que você está dizendo?"

Graham: "Sim, acredito nisso. Já conheci pessoas em várias partes do mundo que vivem em situações tribais, que nunca viram ou ouviram falar sobre a Bíblia, e nunca ouviram falar de Jesus, mas crêem em seus corações que há um Deus, e tentam viver uma vida separada na comunidade em que estão inseridas."

Schuller: [Schuller tropeça nas palavras por um momento, sua face abre-se em um sorriso, então diz] "Fico emocionado em ouvir isso de você. Há uma grandeza na misericórdia de Deus!" Graham: "Realmente há." Este é o final do segmento pertinente da entrevista de 31/5/1997. Antes de passarmos para o segmento pertinente da entrevista de 8/6/1997, vamos fazer uma pausa para revisar algumas das terríveis afirmações feitas pelo reverendo Billy Graham. Vamos citar novamente algumas de suas afirmações e depois ver o que Bíblia tem a dizer. Graham: "Acho que todos que amam a Cristo, ou conhecem a Cristo, estejam eles cientes disso ou não, são membros do Corpo de Cristo."

Pasmem com tantas BLASFÊMIAS e insanidades contra a Palavra de Deus. Isso é a heresia do UNIVERSALISMO e a total negação do evangelho! Esse evangelista herege está blasfemando contra o Senhor Jesus Cristo chamando-O de mentiroso! Vejamos apenas 2 das centenas de referências que poderiam ser citadas.

Em Atos 4:12 lemos: "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos."

O apóstolo Paulo oferece a refutação mais definitiva a essa falsa afirmação de Billy Graham.

"Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?" (Rom. 10:13-15)

Isso é mais um exemplo de como o denominacionalismo corrupto incentivado por esse sistema de "Convenção" é totalmente anti-Bíblico e por consequência, anti-Batista. Ele deixa as pessoas retardadas, privando-as de pensar objetivamente e com clareza acerca da doutrina da separação. Eles ficam tão obcecados e anestesiados pelo estrondoso sucesso e a popularidade do seu garoto propaganda, que jamais pensam em abandonar o endeusamento da união denominacional. Eles se tornam totalmente cegos, impotentes e complacentes para cortar os laços e disciplinar esse acintoso herege chamado Billy Graham.

Vejamos o que Charles Spurgeon, o Príncipe dos pregadores, talvez o mais eloquente e brilhante pregador batista disse a respeito desse denominacionalismo apóstata quando ele se separou da União Batista Britânica:


A preservação de uma associação denominacional quando ela é impotente para disciplinar heréticos não pode ser justificada sob a base da preservação da 'União Cristã'..."

(The Forgotten Spurgeon, p 165.)

"Comunhão com erro conhecido e erro vital é participação em pecado."

(The Sword and the Trowel, Nov 1887)









Ensinos Anti-Bíblicos